Jornal A Voz da Figueira

Switch to desktop Register Login

A Voz da Figueira

A Voz da Figueira

Deixe-nos a sua opinião

Website URL:

Marinha das Ondas recebe ronda do Motocross Nacional

quinta, 03 abril 2014 13:34 Publicado em Eventos

Com a presença do internacional português Rui Gonçalves


A pista da Marinha das Ondas recebe no domingo, 6 de abril, a segunda ronda do Campeonato Nacional de Motocross, com os melhores pilotos a medirem forças nas areias desta difícil pista.


Em 2013 foi Hugo Basaúla coroado como o “Rei da Areia” e para esta temporada o piloto da Amadora quer repetir o triunfo. Na primeira ronda do Campeonato em Freixo de Espada a Cinta, Hugo Basaúla foi segundo, com uma toada regular para agora atacar ao máximo na Marinha das Ondas. Hugo Santos, atual Campeão em título, promete lutar pela coroa de Basaúla, não podendo ser esquecido que continua a ser o piloto com mais títulos de Campeão Nacional ainda em atividade. Uma das grandes novidades para Marinha das Ondas será a presença do melhor piloto de Motocross Português, Rui Gonçalves.

Excerto da Notícia - Edição de 2 de Abril de 2014

Associados da ACIFF


A ACIFF apresentou, em dezembro do ano passado, uma candidatura ao projeto Comercio Investe, em conjunto com 14 empresas de natureza comercial e com os seus estabelecimentos abertos ao público nas principais artérias da baixa da cidade.


A proposta “Comércio (in) Figueira” viu a sua candidatura aprovada no passado dia 12 de março. Num investimento total de perto de 432 mil euros, este projeto vai, de acordo com a apresentação feita pela ACIFF, “permitir às empresas associadas a modernização dos estabelecimentos e um consequente aumento da atratividade dos espaços, logo melhorar a proximidade com o consumidor”.

Com esta candidatura, a ACIFF possibilitou aos associados que aderiram, poderem usufruir de um incentivo não reembolsável, que lhes vai permitir reduzir os custos perante os melhoramentos a que se propõe. Este projeto tem como entidade reguladora o IAPMEI – Agência para a Competitividade e Inovação, I.P.

Excerto da Notícia - Edição de 2 de Abril de 2014

Presidente da junta em entrevista


O reforço dunar na Leirosa e a construção de um centro escolar na Marinha, dada a degradação do edifício atual, são as prioridades do presidente da junta para esta freguesia onde gostava de ver mais benefícios até porque tem forte incremento de indústria. A ronda das freguesias que A Voz da Figueira está a levar a cabo é hoje dedicada à Marinha das Ondas.


Como está a situação financeira da junta, depois de no mandato anterior ter sido surpreendido com a penhora das verbas?

De facto, não estava a contar com aquela dívida tão grande. Na altura fazia parte da oposição na Assembleia de Freguesia, mas quando isso era questionado diziam-nos que a dívida não era da junta, mas sim da Câmara Municipal. Mas, quando entrei para presidente da junta as contas ficaram penhoradas e deparei-me com uma situação de dívida muito complicada, na ordem dos 311 mil euros. Houve uma auditoria e verificámos que estava tudo muito confuso porque a câmara já tinha pago à junta, mas esta não terá liquidado com o construtor. Essa matéria está entregue ao tribunal, mas conseguimos levantar a penhora. Por isso, recebemos o Fundo de Financiamento das Freguesias na totalidade e podemos movimentar as contas, o que nos permite gerir, contudo as receitas não dão para mais do que pagar as despesas com o pessoal. Temos dificuldades financeiras, mas penso que é assim com todos.


Qual a prioridade para a freguesia?

Tenho duas grandes prioridades. O problema da erosão na Leirosa que precisa de ser resolvido o quanto antes porque é uma questão de segurança da população. A duna está fragilizada e o reforço com areia não será suficiente porque desaparece rapidamente. Tem que ser feito o enrocamento. A outra é a construção de uma escola de 1.º ciclo com quatro salas de aula. É uma necessidade premente porque encerraram três escolas, a do Sampaio, dos Matos e a das Matas, esta última está provisoriamente em funcionamento mas oficialmente encerrada devido à EB1 da Marinha das Ondas não conseguir ter todos os alunos da freguesia. Atualmente é frequentada por cerca de 40 crianças. Trata-se de um edifício muito antigo e está muito degradado, com infiltrações de água nas salas de aula, com janelas e portas em péssimo estado, deixando entrar o frio, dando origem a forte desperdício energético, e até com alguma frequência os ratos entram nas salas, pondo em risco a saúde. O refeitório é muito pequeno para o número de alunos, não há espaço adequado para o ATL, o que faz com que alguns pais inscrevam os filhos noutras freguesias. Depois há mais necessidades e sonhos.

Excerto da Entrevista - Edição de 26 de Março de 2014