Jornal A Voz da Figueira

Switch to desktop Register Login

A Voz da Figueira

A Voz da Figueira

Deixe-nos a sua opinião

Website URL:

Génio de Mário Silva eternizado na sua arte

sexta, 16 setembro 2016 09:54 Publicado em Destaques

1929-2016


A arte e a cultura figueirense estão mais pobres com a morte do Mestre Mário Silva, que faleceu sábado, aos 86 anos, no Centro de Cuidados Continuados Domus Vita de Lordemão, onde se encontrava há algumas semanas, sendo que nos últimos tempos o artista já tinha tido passagens pelos hospitais da Figueira da Foz e de Cantanhede.


Mário de Campos Pimentel da Silva nasceu em novembro de 1929, em Bencanta (Coimbra), mas há largas décadas que escolhera a Figueira da Foz para viver, residindo em Lavos.

Foram muitos os amigos e entidades que, no domingo, estiveram no último adeus ao conceituado artista, primeiramente em Coimbra, no Centro Funerário Nossa Senhora de Lurdes, onde a música, a poesia e testemunhos sentidos de amigos marcaram as exéquias fúnebres.

Excerto da Notícia - Edição de 14 de setembro de 2016

Taça de Portugal de Surfing 2016

sexta, 16 setembro 2016 09:51 Publicado em Desporto

Surf

Costa da Caparica foi a grande vencedora

Terminou no passado domingo, na Praia do Cabedelo, na Figueira da Foz, mais uma edição da Taça de Portugal de Surfing com ondas muito boas e com algum vento, com um dia em cheio de competição que consagrou a Associação de Surf de Costa da Caparica como a grande vencedora da edição deste ano.

Foram cinco dias de Bodyboard, Surf, Longboard e SUP de enorme qualidade, onde os mais novos e mais velhos deram o máximo, nas excelentes ondas da Praia do Cabedelo, para defenderem os clubes que representam. Mais de 250 eliminatórias foram feitas até chegarmos às grandes finais.


Os destaques individuais no Surf foram para o surfista local Ivo Cação da Ass. Surf da Figueira da Foz que surfou muito bem toda a prova, para John Junior do Surfing Clube Costa do Sol, para Ana Sarmento do Ericeira Surf Clube que não deu hipóteses durante toda a prova.

Excerto da Notícia - Edição de 14 de setembro de 2016

Jovem figueirense


Gonçalo é um advogado de 46 anos que está à beira de pôr termo à vida na ponte de Santa Clara, em Coimbra, depois da sua mulher, Leonor, o deixar. Francisca aparece nesse momento e pedindo ajuda para si, acaba por ser ela a resgatar Gonçalo do intento suicida. Uma nova oportunidade de felicidade se abre, mas se o destino quis juntar Gonçalo e Francisca naquele momento, continuará a querer que fique para sempre?


Estão, assim, lançadas as bases para um triângulo amoroso «guiado por três narradores distintos que nos mostram a sua perspetiva dos acontecimentos». Palavras de Marta Pena, professora a quem coube a apresentação do livro “Para sempre não é muito tempo”, o primeiro romance da jovem figueirense Ana Carolina Pascoal.

Excerto da Notícia - Edição de 14 de setembro de 2016