Jornal A Voz da Figueira

Switch to desktop Register Login

A Voz da Figueira

A Voz da Figueira

Deixe-nos a sua opinião

Website URL:

“Um golpe militar bem delineado e coroado de êxito pôs termo às instituições políticas que nos governavam desde 1926.

Ao almirante Américo Tomás e ao Prof. Marcello Caetano foi fixada residência na Madeira”


Foi com esta manchete que o jornal A Voz da Figueira publicava a 2 de maio de 1974 o sucesso do golpe militar que acabou com uma ditadura de 48 anos em Portugal e que que ficaria conhecido para a história como a Revolução dos Cravos.

O artigo (dividido pelas páginas 1 e 2) inicia com a referência à participação dos militares que se encontravam no quartel da Figueira da Foz:

“Na passada quinta-feira, dia 25, unidades das Forças Armadas Portuguesas, com predominância do Regimento de Artilharia 3 e CICA 2, aquartelados nesta cidade, deram finalidade a um movimento militar que desde Setembro último vinha sendo organizado, para derrubar o Governo do Prof. Doutor Marcello Caetano e substitui-lo por uma Junta de Salvação Nacional.”

Excerto da Notícia- Edição de 22 de Abril de 2015

Na última reunião de câmara, as contas do município relativas a 2014, foram aprovadas, mas a falta do documento da Figueira Grande Turismo (FGT), que não foi entregue, motivou forte discussão, entre a maioria e os vereadores do PSD da coligação Somos Figueira, que optaram pela abstenção por considerarem que as contas não estavam em condições de serem votadas, por estarem a pedir «um ato de fé», que a FGT já deveria ter fechado as contas «em data legal» e que esta era «mais uma trapalhada nas contas, o que já não e novidade».


Por seu lado, o presidente da camara diz que votaram «com a consciência da falta de suporte da FGT por estar em fase de liquidação e haver algumas incertezas e o processo da assunção da quota da FGT no Paço de Maiorca em apreciação no Tribunal de Contas».

João Ataíde já havia, entretanto, apresentado as contas do ano passado garantindo que, na redução da dívida conseguiram amortizar 6,3 milhões de euros e nos juros, 1,7 milhões. O autarca referiu-se ao período «mais ou menos doloroso de austeridade municipal», disse que se retomou uma certa «normalidade» afiançando que perto de 15% do dispêndio global do município foi consumido «no serviço da dívida bancária».

Excerto da Notícia- Edição de 22 de Abril de 2015

O Teatro Trindade (Buarcos) foi palco de um encontro de Literatura Infantil, com a escritora Luísa Ducla Soares e o músico Daniel Completo.


Na atividade participaram os alunos do 1º ciclo das escolas do Castelo, Infante D. Pedro e Serrado, bem como os alunos do Jardim de Infância de Buarcos.

Excerto da Notícia- Edição de 22 de Abril de 2015